sábado, 18 de junho de 2011

Meu Sábado

.
Ontem voltando do cursinho o ônibus quebrou, e não posso dizer que foi no meio do caminho, mas sim no começo mesmo. Cheguei 40 minutos mais tarde em casa. \o/


Dormi 40 minutos mais tarde do que de costume, e isso é muito pra quem costuma dormir só depois das duas horas da manhã. O problema nem é tanto isso, mas é que eu tinha de acordar 6 horas da manhã no dia seguinte - é que eu moro quase no fim do mundo, daí pra chegar até o mundo demora né, e além disso tenho que acostumar o organismo duas horas antes de que ele terá de ficar acordado por um longo tempo durante o dia - pra ir pro simulado, que ainda por cima era de matemática - dá-me paciência senhor, por que se me der força eu faço uma besteira - e depois do simulado tinha de ir pro Inglês, detalhe nem tinha terminado a homework (lição de casa), daí fui fazendo no ônibus mesmo.


Daí chega um momento na prova que depois de todas essas coisas e sem nem ao menos um "café da manhã" na barriga, eu paro, olho pra frente e pro alto e penso: "Vontade de desistir" e sim meus olhos umedeceram, por que eu sou uma sentimentalista, daquelas bem manteiga derretida, rs.


Mas eu não posso, por que eu realmente tenho MOTIVOS enormes de tão intensos para continuar.


E sabe no final das contas foi legal, saí rindo do simulado com uma colega. E no inglês foi bem divertido apesar de praticamente todos os alunos terem faltado - só tinha eu e mais um aluno na sala, muito bonito né - conversamos bastante e até comentei do meu desejo de comer macarrão com almôndegas desde quarta-feira (15/06), ensinei a teacher e o coleguinha que compareceu a dizer: "You and me together forever" em libra (língua de sinais - surdos mudos), não sei se em português se faz com os mesmo gestos.


Quando voltava, havia uma mulher com sua filhinha num banco do ônibus, elas moram aqui perto de casa, e até 'admiro' a mulher por que apesar dá 'idade aparente' (não ela não é velha, tipo 50 anos, mas já passou dos 20 faz - algum - tempo) ela é do Rock mano \m/. E a menininha super fofa rs.


Cheguei em casa e que milagre, não há ninguém. Eu gosto de ficar um pouco sozinha, não é solidão e sim um simples momento de privacidade.


Daí eu vejo que, essa correria, desânimo e tudo mais, é incrível, divertido, algo que me tira da rotina e do dia a dia cibernético. E percebo que essas foram ótimas partes do dia, pois lá na rua agora tem uns idiotas ouvindo Funk (isso não é música, é um ruído, um barulho chato que martela minha cabeça até eu não aguentar mais) e eu colocando meu Rammstein no volume mais alto pra tentar não me estressar...


Foi muito interessante pra mim contar meu dia hoje. Espero que você tenha gostado, viu amigo imaginário - sim, ninguém lê isso aqui, você acha que eu não sei?! rs.

2 comentários:

Fernando Ð disse...

Oiiii

Eu passei no seu blog e até comentei XD

Agora vc tem que voltar a falar comigo!
XD XD XD

Bjos

Daniela Trindade disse...

como assim ninguem, eu li shuashua

eu sei muito bem como é quando esse desanimo bate, quando as coisas parecem que acontecem só pra te provocar, mas é exatamente isso que me fez ser forte como eu sou e me orgulho de mim mesma. mais pra frente vc tbm vai se orgulhar por ser guerreira assim ;D

beijoo