terça-feira, 16 de março de 2010

Tentar morrer novamente, tentar viver por esta noite...

O modo que nós éramos
A chance para salvar nossas almas
E minhas preocupações são agora em vão

O amor que nossas almas tiveram
Agora eu assisto a chuva caindo
Tudo que minha mente pode ver
Agora é seu

A lua
em árvores prateadas
se derrama em lágrimas
a luz da noite...

O que restou dentro dele?
Ele não se lembra de nós?
Ele não consegue acreditar em nós?
É como que se ele estivesse morto
Ele não enxerga nenhum amor
Eu desejaria que ele acordasse desta maldição
Ele se senta
Com expressões vazias
Como alguém pode
Suportar tanta raiva e ódio, sem matar
Ou culpar alguém?
Como nós o perdemos?
Ele era um anjo, e nós culpamos
Envenenamos ele
E o matamos...
Ele não pode mais voltar
Ele esta queimando...

2 comentários:

ϟ $нιяσ 「 ホワイト 」 disse...

"Com expressões vazias
Como alguém pode
Suportar tanta raiva e ódio, sem matar
Ou culpar alguém?"


Completamente você...


Mas em outras parte,
é como se vc falasse de outra pessoa...
ou mesmo... de Deus...

. disse...

Nossa! adorei o seu poema, muito lindo... Eu admiro muito quem faz poemas tão bons (os meus, particularmente, são um lixo! haha) Bom, to te seguindo, viu? Beijao